domingo, 31 de maio de 2009

O MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO

“Tornou pois a entrar Pilatos no pretório, e chamou a Jesus e disse-lhe: Tu és o Rei dos Judeus? Respondeu-lhe Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino foste deste mundo, certo que os meus ministros haviam de pelejar para que eu não fosse entregue aos judeus; mas por agora o meu reino não é daqui. Disse-lhe então Pilatos: Logo, tu és rei. Eu não nasci nem vim a este mundo senão para dar testemunho da verdade; todo aquele que é da verdade ouve minha voz”
JoãoXVII, versículo 33 ao 37
Por essas palavras Jesus se refere claramente à vida futura, que ele apresenta, em todas as circunstâncias, como o fim a que se destina a humanidade e como devendo essa vida futura, no mundo espiritual, ser o objeto das principais preocupações do homem sobre a terra. Todos os seus ensinamentos se referem a este grande principio ou seja sem uma vida espiritual futura, com efeito, a maior parte dos seus ensinamentos de moral não teriam nenhuma razão de ser. E é por isso que os materialistas que não crêem na vida espiritual, após a morte do corpo material grosseiro, não o compreendem.
A realidade da existência da vida espiritual futura é o ponto central do ensinamento do Cristo, e a vida espiritual futura deve ser a meta de todos os homens.
Jesus, através do evangelho, veio revelar que existe outro mundo, o mundo espiritual, onde a justiça de Deus se realiza, onde os bons são recompensados ou seja o Reino do Amor e Luz, onde ele se encontra neste momento e com suas emanações de Amor e Luz envolve a Terra.
Jesus,entretanto, devido a incapacidade de compreensão do povo da época, não lhes deu o ensinamento completo, limitou-se colocar á vida espiritual como uma lei da natureza da qual ninguém pode escapar.Todos os cristãos, portanto, católicos ou de qualquer seita protestante, crêem na vida espiritual futura, mas faz uma idéia muito vaga, incompleta e até mesmo incorreta da vida espiritual. Para a grande maioria é apenas uma crença, sem nenhuma certeza decisiva e daí a dúvida da existência do mundo espiritual.
O verdadeiro cristão, tem a certeza da vida espiritual.
O Espiritismo veio completar, nesse ponto, assim como em muitos outros o ensinamento de Cristo. Quando uma pequena parcela dos homens já estava preparada, Jesus enviou o Espírito da Verdade,O Consolador prometido para relembrar e ampliar os ensinamentos sobre a vida espiritual e o mundo dos Espíritos.
A descrição da vida espiritual futura é de tal maneira detalhada nas obras espíritas,que nos mostra que devemos fazer a Reforma Íntima através do estudo e pratica do evangelho de Jesus para sermos felizes.
A morte do corpo físico é apenas uma passagem do Espírito, deste mundo de matéria densa para o plano espiritual onde a vida continua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário