quinta-feira, 28 de junho de 2018

PAULO E ESTÊVÃO

Haviam dois jovens mais ou menos na mesma idade; os dois eram hebreus, conheciam as leis de Moisés. O primeiro era filho de um pai de muitas posses materiais , que o educou incentivando  orgulho da raça e deu -lhes condições de estudo aprofundado nas leis judaicas e o preparou para ocupar o cargo de doutor da lei, seu nome Saulo de Tarso. O segundo era filho de um humilde camponês, que ensinou com seu exemplo mostrando ao filho que a verdadeira riqueza não esta nas posses materiais , mas sim na dignidade e nobreza do caráter , denominado Jeziel.
Saulo de Tarso usufruia das riquezas do pai e dos proventos do cargo de doutor da lei, o que contribui para que seu orgulho e vaidade fossem ainda maior. Tinha o apoio total de toda elite judaica da época.
Jeziel viu seu pai ser assassinado, a pequena propriedade ser confiscada, sua irmã Abgail ter de fugir e ele foi vendido como escravo tudo isso em nome da lei dos poderosos da época, depois de muito sofrimento, conseguiu fugir e muito doente, foi acolhido por Pedro , onde conheceu o evangelho de Jesus, através dos escritos de Levi.
Apesar de todos sofrimentos , e devido a grande fé em Deus que possuía, manteve a simplicidade e humildade e abraçou de imediato as lições do evangelho e as colocou em prática.
Na Casa do caminho Pedro trocou seu nome, para que não fosse preso , passou a chamar-se Estêvão.
O orgulhoso doutor da lei, passou a perseguir os adeptos da casa do caminho de Jerusalém.
Certo dia, Saulo foi assistir as palavras de ensinamentos na pequenina comunidade do caminho, mas estava com más intenções, pretendia achar um motivo para incrimina-los. Nesse dia , era Estêvão o orador, embora humilde tinha muita sabedoria e amor e inspirado pelos emissários de Jesus, fez um discurso com palavras de sabedoria edificantes e eloquentes e não teve medo das consequências , discurso esse que despertou um grande ódio de Paulo por Estevão.
Paulo o todo poderoso doutor da lei articulou a prisão e condenação e morte por apedrejamento do humilde servidor de Jesus.
Algum tempo depois, portando um mandato que lhe dava amplos poderes para exterminar os seguidores do caminho, Saulo seguia para Damasco, quando viu uma grande luminosidade e uma voz que lhe dizia : Saulo, Saulo porque me persegues, era Jesus. Nesse momento começou a processar a grande transformação de Saulo. Teve que se libertar do jugo de seu pai, que queria ver o filho como grande orador do Sinédrio e das cátedras das elites da época, renunciando todo dinheiro e apoio que seu pai podia lhe dar, mas isso tinha um preço muito alto teria de deixar de ser um servidor da causa de Jesus, ou seja, deixar a família espiritual do servidores do caminho, para fazer a vontade de sua família terrena.
Saulo fez a escolha certa, abandonou todo luxo e ostentação do Sinédrio deixou para trás a vaidade, o orgulho e o egoísmo, ganhando o pão de cada dia com o suor de seu trabalho, não dependendo mais da riqueza do pai e proventos do Sinédrio, transformando-se emPaulo, tornando-se um um homem simples e humilde até o final de seus dias.
Mas o Espírito de Estevão que apesar de todos sofrimentos que Saulo lhe causou o perdoou e esteve junto de Paulo como emissário de Jesus na sua caminhada terrena na propagação dos ensinamentos do evangelho.
Não existe homem de bem sem a simplicidade e a humildade.

Braz José Hoschette

sábado, 9 de junho de 2018

A Casa do Caminho , situada as margens da estrada que saia de Jerusalem , era dirigida por Pedro, local onde se praticava a caridade material e espiritual , onde os escritos de Mateus colocados em  pergaminhos contendo  evangelho ,eram lidos e comentados em um ambiente simples, haviam bancos toscos de madeira e uma mesa rústica, sobre a qual estava colocado um jarro de barro com água.
Não se praticavam rituais, apenas se fazia orações com a imposição de mãos e nada mais.
As comunidades cristãs primitivas fundadas por Paulo , também eram simples e humildes, tal qual a Casa do Caminho, não havia rituais, apenas água fluidificada ,  leitura e reflexões sobre o evangelho e orações com a imposição de mãos aos necessitados.
Quando Constantino oficializou a igreja cristã de Roma, passou haver um sincretismo religioso da igreja cristã com os costumes pagãos romano, daí o surgimento da igreja católica com os rituais que pouco a pouco foram sendo incorporados,ou seja, procissões, altares, hierarquia, rituai de consagração de óleo, velas, incensos; venda de indulgências, diplomas, medalhas, títulos, comendas etc. . .
Atualmente alguma seitas do cristianismo, também praticam o ritualismo; distribuem pequenos frascos com água do rio Jordão, óleo com fluidos santos de Jerusalem, lenço e vassouras fluidificados pela oração de seus  líderes religiosos ,comedas, diplomas, títulos . . . Tudo isso como uma estratégia de marketing para manter seus seguidores.
No entanto, o espiritismo, sendo o Cristianismo Redivivo, não recomenda tais práticas, conforme nos ensinou Kardec, pois as seitas  quem as praticam estão fadadas a serem extintas, pois o tempo é senhor de tudo e só a verdade permanecerá.
Conforme nos ensinou o Mestre Jesus, que no final dos tempos, ou seja nessa época atual que estamos vivendo da transição , iriam aparecer falsos cristos e falsos profetas, que se possível , até os eleitos enganariam. Mas conforme Jesus disse os eleitos, ou seja os puros de coração, não serão enganados, porque estes , ao se aproximar desses falsos profetas , que estão contidos em todas as escolas religiosas, sentem suas vibrações e não se conectam com as energias daqueles que estão nas ilusões da matéria , ou seja , a vaidade ,o orgulhoe o egoísmo.

terça-feira, 8 de maio de 2018

MÃE SANTÍSSIMA

MARIA DE NAZARÉ MÃE SANTISSIMA
                                                                                                                                                           - “Mãe, eis ai teu filho!...” - E dirigindo-se, de modo especial, com um leve aceno ao apóstolo disse:
- “Filho, eis ai tua mãe!”      (João XIX,26e27)

Aos pés da cruz, Maria estava com o pensamento ansioso e torturado, olhos fixos no madeiro, voltava o pensamento ao passado recordando toda a vida de seu filho, lembrava a hora que o anjo lhe anunciara o nascimento, que dera a luz junto à manjedoura, via as cenas da infância e agora seu filho ali martirizado.
Seu coração rebentava em tempestades de lagrimas, mas na sua consciência, repetia a sua afirmação de sincera humildade:- “faça-se na escrava à vontade do Senhor!”
De alma angustiada, notou que Jesus atingira o ultimo limite dos padecimentos, foi quando, João colocou as mãos de leve sobre seus ombros e depois lhe estendeu os braços e abraçou-a e ambos lançaram o olhar em direção a cruz, foi quando já quase sem forças, Jesus moveu  sua face e olhou sua mãe e João desalentados.
Maria vendo que Jesus a olhava exclamou:- “Meu filho! Meu amado filho!...”.
O Cristo pareceu meditar no auge de suas dores, olhou para Maria e disse:
- “Mãe eis ai teu filho!... E dirigindo-se de modo especial, com leve aceno, a João, disse: - “Filho, eis ai sua mãe!...”
Maria, neste instante chorou muito, mas João o grande evangelista compreendeu que o Mestre, ensinava que o amor universal era o sublime coroamento de suas obra.Que em cada coração deve existir amor, não só para os familiares, mas também para todos os necessitados do mundo.
Maria, após a morte de Jesus foi morar com parentes na aldeia da Batanéia.
Passado algum tempo, João procurou Maria e ofereceu o refúgio amoroso de sua proteção e ela aceitou com muita alegria e satisfação.
João contou-lhe que se instalara na cidade de Éfeso, onde o evangelho de Jesus se propagara em almas devotadas e sinceras.
João disse que demorou um pouco a vir, pois faltava uma casa onde pudessem morar, mas que agora um amigo que se tornou cristão, lhe doou uma humilde casinha, distante 18 km ao sul de Éfeso, em um monte de onde se avistava o mar.
Após algum tempo eles se instalaram naquela humilde casinha, que passou a ter reuniões, nas quais Maria falava de suas lembranças de Jesus e João ensinava o evangelho.
Nesta casinha de frente para o mar, Maria ficou durante muitos anos, consolando os aflitos com sua palavra materna. Sua morada passou então a ser conhecida como, “Casa da Santíssima”.
Passados muitos anos, Maria já idosa, estava à porta de sua casa a meditar, quando viu aproximar um pedinte que lhe disse:
- Minha mãe, eu venho fazer-te companhia e receber a tua benção.
Maria convidou o pedinte a entrar, ficou impressionada com  aquela voz que lhe parecia muito simpática. O Pelegrino lhe falou do céu, confortando-a delicadamente. Comentou as bem aventuranças divinas que aguardava todos os devotados e sinceros filhos de Deus. Maria pensou que Pelegrino seria esse com palavras tão doces que acalmavam as dores do coração, sentiu que aquelas palavras tinham um balsamo que lhe faziam pulsar o coração, foi neste instante que o mendigo anônimo lhe estendeu as mãos e falou com profundo amor :-"minha mãe , vem aos meus braços! "
Neste instante, Maria olhou as mãos e viu a marca dos cravos do suplício da cruz e reconheceu que aquele mendigo era seu filho Jesus e falou :-meu filho, meu filho! As úlceras que te fizeram! Tocou a ferida e o abraçou e quis se ajoelhar, mas Jesus não deixou e ele que se ajoelhou aos pés dela e beijou sua mão e disse :sim minha mãe sou eu! . . . Venho buscar-te, pois meu Pai quer que seja no meu reino a Rainha dos Anjos. . .
Livro Boa Nova Francisco Cândido Xavier


quinta-feira, 3 de maio de 2018

Certa noite, estava a proferir uma palestra, e o auditório lotado, quando uma pessoa me perguntou : Para você quem é Deus? Por alguns segundos meditei , esta é a pergunta mais difícil que já me fizeram, como eu, simples e pequenino posso definir meu criador.
Mas refletindo rapidamente respondi : Para mim Deus é tudo e eu sem Deus não sou nada.
Chegando em casa, ainda refletindo sobre a palestra e a pergunta , foi quando um amigo espiritual me disse em pensamento, leia a primeira carta de João Evangelista capítulo 4.
Como me recomendou o amigo espiritual fui ler, estudar e refletir  o que disse João e encontrei a resposta.
"DEUS É AMOR "-Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus. E todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque "DEUS É AMOR ".
E nós reconhecemos o amor que Deus tem por nós e temos fé nesse amor.
Quem permanece no amor permanece em Deus, e Deus permanece nele, pois, "DEUS É AMOR ".

quarta-feira, 2 de maio de 2018

ELITIZAÇÃO DO ESPIRITO É UM PERIGO

O maior perigo para o Espíritismo é sua elitizaçâo,pois a elite sempre tem a tendência de impor a sua visão sobre o evangélho, por isso Jesus sempre combateu os doutores da lei e os fariseus que interpretavam as leis mosaicas segundo seus interesses. A igreja romana na idade média fez a mesma coisa, dai a inquisição que mandou muitos que pensavam e interpretavam o evangélho diferente da elite, para as fogueiras, inclusive Kardec teve seus livros queimados no auto de Barcelona.Unificação é confraternização e aceitação cada qual no estado evolutivo em que se encontram com muito amor, pois a essencia do evangélho é amor e o Espíritismo sendo o Cristianismo Redivivo é evangelho e pronto, Jesus sendo o governador e mantenedor do planeta deu seu exemplo vindo ao mundo em lar humilde, trabalhou como carpinteiro e seus discipulos eram pescadores e caminhava ao lado do povo e nunca aprovou as elites farisaicas que tentavam impor seus pensamentos.           Que Jesus esteja sempre conosco, iluminando o nosso caminho e nossa mente.

terça-feira, 27 de março de 2018

ÚLTIMA CEIA ENSINAMENTOS

Jesus e os apóstolos estavam reunidos, a ceiar ,no primeiro dia da Páscoa dos Judeus , o mestre partiu o pão com muito amor , seus olhos brilhavam.
Jesus meditava silencioso, em certo momento falou com muita firmeza : Amados, é chegada a hora em que se cumprirá a profecia da escritura. Humilhado e ferido, terei de ensinar em Jerusalém à necessidade do sacrifício próprio, para que o triunfo não seja apenas de vitória, originada do egoísmo, vaidade e do orgulho humanos. "OS HOMENS TEM APLAUDIDO, EM TODOS OS TEMPOS, AS TRIBUNAS DOURADAS E SEUS ORADORES, AS MARCHAS DOS EXÉRCITOS QUE SE GLORIFICAM COM A MORTE E O SANGUE , OS AMBICIOSOS QUE DOMINAM À FORÇA OS POVOS , ENTRETANTO, EU VIM DE MEU PAI, PARA ENSINAR COMO TRIUNFAM,OS QUE SÃO SACRIFICADOS PELO MUNDO, CUMPRINDO O SAGRADO DEVER DO AMOR, COMO MENSAGEIROS DE UM MUNDO MELHOR, ONDE REINAM O BEM E A VERDADE. MINHA VITÓRIA É DAQUELES QUE SABEM SER DERROTADOS PELOS HOMENS, PARA TRIUNFAREM NO REINO DE DEUS NA GLÓRIA DE UMA VIDA MAIOR.
VIDA MAIOR ".
1-APESAR DE REJEITADO PELA SOCIEDADE TERRESTRE.
2-SOFRE SEM RECLAMAR, MANTENDO SEMPRE A FÉ EM DEUS.
3-TRIUNFANDO NA VIDA MAIOR, OU SEJA, NA PÁTRIA ESPIRITUAL.
Jesus continuou :-Não vos pertubeis com o que vou dizer, um de vós, há de me trair. . . Mas minha alma esta pronta para os desígnios de meu Pai.
Os apóstolos estavam conversando e em certo momento Tiago disse em vós alta :- Onde esta Deus que não afasta esse perigo?
Jesus olhou para Tiago e disse :-Tiago cala-te a sua voz de tua pouca confiança na sabedoria divina. Não importa de onde e como seja o testemunho de nossa fé . É essencial mantermos a comunhão com Deus, em qualquer condição e circunstância.
FÉ EM DEUS NOS MOMENTOS ALEGRES E DIFICEIS.
João perguntou a Jesus :- Por que motivo será justamente um dos vossos discípulos o traidor de vossa causa?
Jesus olhou para João com os olhos serenos e disse :-! Em verdade, cumpre-me afirmar que não me será possível dizer-vos tudo agora; entretanto, mais tarde enviarei "O CONSOLADOR ",que vos esclarecerá em meu nome, como agora vos falo em nome do Pai.
Silenciou e refletiu um pouco e disse para João em particular :- ouve João :- Os desígnios de Deus são insondáveis mas sempre sábios e justos. O escândalo nascerá em nossos meios, mas servirá de lição a todos que vierem depois de nós como servidores do evangelho, eles compreenderão que para atingirem a porta estreita, hão de encontrarem, muitas vezes, o abandono, a ingratidão e o desentendimento dos seres mais queridos.
Os discípulos estranharam muito as palavras de Jesus, anunciando o que estava para acontecer.
Jesus, então levantou-se e,oferecendo a cada companheiro um pedaço de pão disse :
-"TOMAI E COMEI! ESTE É O MEU CORPO".
Em seguida, servindo a todos um pouco de vinho, acrescentou :
-"BEBEI ! PORQUE ESTE É O MEU SANGUE. DENTRO DO NOVO TESTAMENTO A CONFIRMAR AS VERDADES DE DEUS".
-Amados, disse Jesus, emocionado :-esta chegando o ultimo momento de nosso trabalho em conjunto , quero relembrar-vos minhas recomendações de amor, feitas desde o primeiro dia de apostolado. "O PÃO SIGNIFICA O BANQUETE DO EVANGELHO;  O VINHO É O SINAL DO ESPIRITO RENOVADOR DOS MEUS ENSINAMENTOS. ESSES SÍMBOLOS, CONSTITUIRÃO, NOSSA COMUNHÃO PERMANENTE, NO SAGRADO IDEAL, COM QUE TRABALHAREMOS ATÉ O DIA EM QUE O AMOR ESTIVER TOTALMENTE IMPLANTADO NA TERRA".
Os discípulos conversavam e discutiam entre si de quem deveria ser o maior de todos.
Nesse momento, Jesus se levantou, e para espanto de todos, despiu sua túnica e colocou uma toalha em torno dos rins e do mesmo modo como os escravos a serviço de seus senhores, tomou o vaso de água perfumada e, ajoelhado , começou a lavar os pés dos discípulos.
"-VÓS ME CHAMAIS DE MESTRE E SENHOR E DIZEIS BEM, PORQUE EU O SOU. SE EU, SENHOR E MESTRE, VOS LAVO OS PÉS, DEVEIS IGUALMENTE LAVAR OS PÉS UNS DOS OUTROS, NO CAMINHO DA VIDA, PORQUE NO REINO DO BEM E DA VERDADE "O MAIOR SERÁ SEMPRE AQUELE QUE SE FIZER SINCERAMENTE O MENOR DE TODOS ".

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

SUBLIMAR PARA EVOLUIRMOS

SUBLIMAR PARA EVOLUIRMOS
Epístola de São Paulo aos Gálatas, capítulo 5, versículo 17
PAULO escreveu : "PORQUE A CARNE LUTA CONTRA O ESPÍRITO, E O ESPÍRITO CONTRA A CARNE;  E ESTES SE OPÕEM UM AO OUTRO , PARA QUE NÃO FAÇAIS O QUE QUEREIS ".
Esta escrito em O EVANGELHO Segundo o Espiritismo."O corpo não dá cólera aquele que não a têm, do mesmo modo que não dá outros vícios. Todas as virtudes e todos os vícios são inerentes ao Espírito ".
Estamos vivendo na era do Espírito, e precisamos fazer nossa reforma íntima, ou seja , ir se desfazendo dos instintos animais predominante no homem velho , e através da sublimação, despertar o homem novo, onde o Espírito seja predominante sobre a matéria.
A evolução da nossa veste nupcial, ou seja, o perispirito é necessário para que possamos nos libertar das reencarnações e ascender a mundos melhores.
Brazjosehoschette

PAULO E ESTÊVÃO

Haviam dois jovens mais ou menos na mesma idade; os dois eram hebreus, conheciam as leis de Moisés. O primeiro era filho de um pai de muita...