sábado, 6 de novembro de 2010

CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS

Estou admirado de que, tão depressa, passeis daquele que vos chamou a graça a graça de Cristo para outro evangelho. Na verdade, não há outro evangelho; há apenas os que semeiam a confusão entre vós e o Evangelho de Cristo. Mas ainda que alguém, ou nós mesmos ou um anjo do céu, vos anuncie outro evangelho, alem deste que tenho anunciado, anátema, que seja rejeitado. (Carta de Paulo aos Gálatas, 1-vrs.6 a 8)
Na região da Gálacia (Ásia Menor), alguns judeus convertidos ao cristianismo, ainda ligados a círculos de Jerusalém queriam obrigar os pagãos convertidos, a fazer circuncisão e observar as leis mosaicas, ou seja, queriam distorcer a doutrina evangélica,
que apresenta Deus como Pai Amantíssimo e Bom,
criando uma nova doutrina, onde se juntava o evangelho de Jesus (lei do amor incondicional até aos inimigos, do perdão, da caridade, da humildade, da fé interior), às leis mosaicas de manifestações exteriores de fé (circuncisão,observância do sábado, lei do talião, oferendas de animais em holocausto, sacerdócio, cobrança do dizimo etc...), criando uma terceira doutrina resultante da mistura do cristianismo com o mosaísmo.
No ano 56 ou 57 de nossa era, Paulo sabendo, que parte dos judeus da Gálacia, começaram a dizer que a caducidade da lei mosaica e a supremacia do evangelho era invenção de Paulo e não correspondia ao pensamento da Igreja de Jerusalém, ficou indignado, escrevendo a carta aos Gálatas, defendendo o Evangelho que nos conduz para uma fé adulta e raciocinada com compromisso íntimo e pessoal com Jesus sem intermediários não cobrando o pedágio do dizimo para se chegar à Deus, que nos liberta de uma vida cheia de regras e leis de manifestações exteriores, contidas na religião de Moisés, manifestações estas que se transformaram o templo de Jerusalém em casa de comércio, conforme disse Jesus:- Ai de vós escribas e fariseus, porque pagais o dizimo, e desprezai o mais importante da lei: A justiça, a misericórdia e o amor de Deus.A minha casa será chamada casa de oração para todos os povos? “Mas vós fizestes dela um covil de ladrões”.
O Espiritismo é O Consolador prometido por Jesus, que veio restabelecer a pureza doutrinária do Evangelho de Jesus dando sua correta interpretação e não distorcendo o real significado de sua mensagem exatamente conforme fizera Paulo em sua carta dirigida aos Gálatas, porque desde aqueles tempos até hoje os fariseus ainda estão por ai pregando doutrinas estranhas onde misturam a lei mosaica e o evangelho de Jesus, gerando insegurança e medo, ou seja, um outro evangelho, conforme dissera Paulo.
É por isso que no Espiritismo não se tem dizimo, sacerdotes, bispos, oferendas, rituais,pastores pois há um único pastor Jesus Cristo, e diz também anátema, ou seja não aceita, a mistura da lei do amor incondicional o Evangelho de Jesus com a lei de Moisés para formar um outro evangelho distorcido.
Visite cm http://www.orkut.com/community.aspx?cmm=46699837
perfil de José Braz: http://www.orkut.com.br/Profile?uid=2350581374963532893&mt=2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“A VIDA”, PRIMEIRO DIREITO HUMANO

“A VIDA”, PRIMEIRO DIREITO HUMANO Não matarás. (Livro do Êxodo 20, vers.13) Jesus disse: Não penseis que vim destruir a lei ou os pr...